ADRENA - Atividades em terra - Notícias - Acerte Paulo Afonso

Notícias


Acerte Paulo Afonso » Geral » Notícias

ADRENA - Atividades em terra

31 de outubro de 2013

ACERTE A AVENTURA, Porque aqui os dias são sempre cheios de Energia!

 

O Adrena dessa semana falará de atividades praticadas em terra. Na realidade, em parte, o praticante fica também pendurado em uma corda, como é o caso da escalada e do rapel. Além dessas duas atividades, falaremos do slackline do Parkour. O Energético F3 sempre acompanhando as aventuras.

 

                      (Foto: Acervo Pessoal - Ivanildo)

 

 

 

Atividades em TERRA/CORDA

 

 

Escaladas

DEFINIÇÃO: é a técnica de progressão numa pendente vertical ou a tender para a verticalidade, seja ela rocha, gelo ou artificial. Assim a Escalada pode assumir várias definições, baseadas no meio em que é praticada e a forma como é praticada.

 

Escalada clássica ou tradicional: o objetivo é atingir o cume da montanha ou da via de escalada, com extensão superior a 50 metros, possui grampos (proteção) para fixação de equipamentos de segurança (costura) e proteções duplas ou paradas duplas (dois grampos próximos entre si).

Escalada esportiva: é uma modalidade onde se exige maior empenho de força e técnica onde o objetivo não é chegar ao cume e sim, vencer (ultrapassar) partes difíceis, possuindo proteções bem próximas reduzindo ao máximo o risco de quedas.

 

Escalada em top rope: é um tipo de escalada onde se põe uma corda como proteção na parte de cima, com a finalidade de dar segurança ao escalador de forma que o mesmo não caia, e sim fique praticamente içado todo o tempo, é uma técnica utilizada nas escaladas em boulder, para os iniciantes em suas primeiras aulas e, por vezes, na escalada esportiva. Exige obviamente um acesso fácil a parte de cima da via ou mesmo que alguém escale da maneira tradicional para a fixação da corda.

 

Escalada em boulder: são escaladas feitas em pequenos blocos de rocha, com o objetivo de vencer partes difíceis, similar a escalada esportiva, porém em menor escala e dispensa, em sua maioria, equipamentos de segurança, uma vez que é bem próxima ao solo, utilizando somente sapatilha e bolsa contendo magnésio para manter as mãos secas.

 

Escalada Artificial ou “em móvel”: é um tipo de escalada semelhante à tradicional/clássica, porém se difere da mesma pelo fato de não haver na via os grampos para a proteção sendo necessária a colocação de equipamentos removíveis específicos no momento da escalada, que são fixados em fendas naturais.

 

Escalada indoor: é um tipo de escalada feita fora do ambiente natural, em paredes ou placas de madeiras que possui diversos pontos afixados que simulam áreas rochosas, este tipo de escalada é muito utilizado para treinamento com também para competições.

 

PRÁTICA EM PAULO AFONSO: Há algum tempo atrás existia uma academia de escalada aqui na cidade. Tinha um paredão artificial com diversos graus de dificuldade para a prática. Hoje algumas pessoas escalam a Serra do Umbuzeiro e nos paredões dos cânions do São Francisco (que será abordado na série Terra+água). Provavelmente tem muitos outros lugares que podem ser explorados afinal, nossa cidade é rodeada por rochas. Não existe ainda algum paredão com vias para fazer escalada guiada, mas isso também pode ser uma proposta. Abrir mais vias pode incentivar a prática. Na Serra do umbuzeiro tem diversas rochas que possibilitam a prática do Boulder também. A maioria dos lugares interessantes para a prática não podem ser explorados turisticamente porque estão dentro de áreas de segurança na CHESF, dificultando assim que empresas desse ramo tenha facilidade de exploração da atividade na cidade.

 

MELHOR LOCAL PARA A PRÁTICA NA CIDADE: A serra do Umbuzeiro, além de exótica, com suas belezas bem particulares, é um paraíso para escaladores, seja Boulder, top hope ou escalada esportiva. A formação rochosa do local é arenito (o que pode deixar o praticante um tanto quanto tenso) e não há proibições para a exploração. A serra é o ponto mais alto da cidade.

 

DEPOIMENTO DE QUEM PRATICA/PRATICOU A ATIVIDADE NA CIDADE: Ivanildo Lima é praticante de escalada e aprendeu essa modalidade em Paulo Afonso com uma equipe de militares em 1998: “No inicio eu fazia só rapel urbano ai fomos explorado as serras, os cânion e outro lugares lindos que existem na cidade. E fui me interessando pela escalada também. Aí o melhor lugar é a Serra do Umbuzeiro. Pratiquei a modalidade Top Rope. É simplesmente show de bola. Uma linda paisagem e um grau de dificuldade razoável.”

 

 

 

                    (Foto: Acervo Pessoal -Eid Kentenich)

 

 

 

Rapel

 

DEFINIÇÃO: é uma atividade vertical praticada com uso de cordas e equipamentos adequados para a descida de paredões e vãos livres bem como outras edificações.

 

PRÁTICA EM PAULO AFONSO: Já aconteceu a prática do Rapel na ponte dom Pedro II que hoje, não existe autorização para a prática regular. Quando, esporadicamente isso acontece (normalmente para algum evento promocional), o praticante precisa solicitar autorização do órgão competente.

 

Os paredões do canion também dão essa condição. É uma descida positiva e, dependendo da localização, de muita emoção. Porém deve ser observada a possibilidade de rolamento de pedras no percurso.

 

Na época do Eco esportes radicais, alguns atletas desciam de rapel pelo bondinho da cidade. O que já não acontece mais nos dias de hoje.

 

A prática regular pode ser no Serra do umbuzeiro, afinal, é lá que está o ponto mais alto da cidade.

 

MELHOR LOCAL PARA A PRÁTICA NA CIDADE: Serra umbuzeiro – ponto mais alto de Paulo Afonso e porque não há impedimentos legais. Mas o rapel da Ponte Dom Pedro II é, sem dúvidas, o melhor lugar para descer no rapel, quando há a devida liberação para a prática.

 

DEPOIMENTO DE QUEM PRATICA/PRATICOU A ATIVIDADE NA CIDADE: Eid Kentenich é sócio proprietário da Equipe Rota vertical: “Rapel em Paulo Afonso proporciona uma da melhores sensações ... na Ponte Metálica, são 85m de pura adrenalina e emoção...

 

Possibilidade de variações de descida, manobras de técnicas verticais. Recomendo sempre descer com um instrutor. O rapel uma das técnicas de alpinismo mais simples porém, sem os cuidados de segurança, pode se tornar uma única descida. Vale a pena conferir esta emoção.”

 

 

 

                                       (Foto: acervo Pessoal -Samuel)

 

 

 

 

SlackLine

DEFINIÇÃO: É uma fita apropriada esticada entre dois pontos fixos, o que permite ao praticante andar e fazer manobras por cima. Algumas variações de slackline incluem “waterline” (slackline sobre água) e “highline” (slackline em grandes alturas, como por exemplo montanhas e pontes), que proporciona uma sensação de adrenalina incrível. Também existem “trickline” (slackline somente para fazer manobras) e “longline” (slackline de distancia longa, normalmente acima de 40 metros), entre outras variações.

 

PRÁTICA EM PAULO AFONSO: Periodicamente alguns amigos se reúnem no Parque Belvedere para praticar o slackLine. É uma maneira de reunir a turma e se divertir. Uma prática que virou moda mundialmente não poderia deixar Paulo Afonso de fora. Algumas vezes os slacks foram armados na praça do BNH e na praça da Igreja Nossa Senhora de Fátima, procurando deixar a fita um pouco mais alta, simulando um treino para um HighLine. Os slacks podem ser armados em diversos lugares aqui na cidade, afinal, moramos em um lugar muito arborizado.

 

MELHOR LOCAL PARA A PRÁTICA NA CIDADE: O parque Belvedere, por ser um lugar arborizado, dá para armar vários de uma só vez. É um lugar sossegado e que muitas pessoas vão lá para relaxar e curtir o final de semana. O slack é uma atração a mais e, além de divertir, é um excelente exercício para o corpo.

 

DEPOIMENTO DE QUEM PRATICA/PRATICOU A ATIVIDADE NA CIDADE: Samuel Gusmão é praticante antigo de Slackline: “Paulo Afonso tem grande potencial no que diz respeito a esportes radicais, e com o slackline não seria diferente. Esporte que consiste basicamente em andar sobre uma "fita" presa a dois pontos fixos, vem ganhando a atenção do povo. Lugares como o Belvedere, praça das mangueiras e outros, são propícios a prática do esporte que trabalha o equilíbrio, respiração e mais de 100 músculos do corpo, sem contar que também pode ser usado sobre a água, como eu já tive o prazer de treinar com amigos no Algorão”.

 

 

 

                                        (Foto: Acervo Pessoal - Jarbas)

 

 

 

Parkour

 

DEFINIÇÃO: é uma atividade cujo princípio é mover-se de um ponto a outro da forma mais rápida, segura e eficiente possível, usando somente as habilidades do corpo humano. Criado para ajudar a superar obstáculos de qualquer natureza no ambiente circundante — desde galhos e pedras até grades e paredes de concreto — e pode ser praticado em áreas urbanas e matas. Homens que praticam parkour são reconhecidos como tracers e mulheres como traceuses. 

 

PRÁTICA EM PAULO AFONSO:

Hoje existem 2 praticantes ativos da modalidade, Jarbas Rodrigues e Paulo (iniciante).

Aqui existem várias estruturas abandonadas da Chesf e, segundo praticantes, elas são perfeitas para treino. Afinal, quanto mais desafio, melhor. Poucas pessoas se interessam em praticar aqui na cidade. Não se sabe se por falta do conhecimento da prática ou por medo. O interessante é que muitos tracers do Nordeste, sul, sudeste e até uma praticante da França já vieram pra cá conhecer esses picos. Como se vê, a cidade é muito favorável à prática dessa modalidade. Como eles mesmos disseram, “em Paulo Afonso tem o MELHOR PICO DO MUNDO”!

 

MELHOR LOCAL PARA A PRÁTICA NA CIDADE: As praças da cidade são uma atração a parte pra quem procura um bom treino, desde que se treine com respeito ao local e as pessoas que ali estão.

Os Principais picos da cidade são a antiga escolinha da Chesf, a praça do BNH, a feira grande, e algumas pracinhas no centro.

 

 

DEPOIMENTO DE QUEM PRATICA/PRATICOU A ATIVIDADE NA CIDADE: Jarbas Rodrigues é bombeiro e é praticante de Parkour desde 2005. Se interessou pela atividade a partir de vídeos que assistia na internet.  Já concedeu várias entrevistas sobre o assunto e recebe muitos parceiros de treino em sua casa: “Venho estudando e aprendendo muito até hoje, participo regularmente de vários encontros de parkour em todo o nordeste. Moro em Paulo Afonso a pouco mais de 1 ano e a primeira coisa que procurei quando cheguei na cidade foi um local pra treinar. Por indicação de um amigo, encontrei "o melhor pico do mundo", assim é chamado Brasil a fora uma das estruturas desativadas da Chesf: a antiga escolinha. O local é perfeito para o parkour, várias paredes, ferros, escadas, etc. Paulo Afonso hoje já é referencia nacional no que diz respeito a picos para a pratica, todo e qualquer praticante do Brasil quer vir treinar aqui.”

 

 

Paulo Afonso espera os praticantes para a exploração consciente, segura e ecológica. Sejam bem vindos! E não deixem de levar o Energético F3 para manter a ADRENAlina!

 

 

 

Por Ana Paula Araujo

[email protected]

www.acertepauloafonso.com.br

Leia mais

« 1 2 »
+ Anuncie
Voltar ao topo
© 2022. Acerte Paulo Afonso.